Análise – Outsider: After Life

14 visualizações
0

Hoje trazemos para análise um jogo com cunho português, Outsider: After Life.

Outsider: After Life é uma aventura nostálgica de puzzles que te leva numa viagem galáctica num mundo pós-apocalíptico desenvolvido pelo estúdio português Once a Bird e publicado pela Rogue Games, Inc.

Em Outsider controlamos HUD-ini, um androide que talvez seja o único que pode impedir o fim do universo. Mas antes do HUD-ini poder explorar o universo e descobrir os mistérios de Outsider: After Life, teremos de o reparar, através duma série de puzzles.

São esses puzzles que nos vão fazer avançar na história e, para que isso aconteça terás de usar as tuas habilidades para os resolver. Alguns puzzles podem parecer mais complicados que outros, mas com alguma lógica conseguirás completa-los, no entanto, se continuares com dificuldades em completar determinado puzzle, podes clicar no botão com um ponto de interrogação para saberes o que terás de fazer para os completar.

Graficamente, Outsider: After Life apresenta um estilo visual único e agradável aos olhos. Tanto os cenários, como os personagens e os próprios puzzles possuem um aspeto bastante agradável. A banda sonora também é bastante cativante e assenta bem no jogo.

O único senão deste título é ser curto, pois se fores bom em puzzles, deves concluir o jogo em 2 a 3 horas, mas gostamos bastante de o jogar.

O código Steam para esta análise, foi cedido gentilmente pela Once a Bird.

8.0

Author's rating

Nota final

Gostamos
  • Fácil de jogar
  • Variedade de Puzzles desafiantes
  • Estilo visual único e agradável
  • Banda sonora cativante
Não gostamos
  • Curto
Sobre o autor

Sara Fernandes

A Sara também faz parte da fundação da InforGames. Começou a jogar videojogos com o irmão. Gosta de jogos de Puzzles e simulação.

O teu endereço de email não será revelado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.