Estudo Revela que mais mães são campeãs de videojogos do que pais

Estudo Revela que mais mães são campeãs de videojogos do que pais

29 Visualizações
0

Darius Blake, um especialista da Zenshield, oferece uma perspetiva provocadora sobre esta revolução nos videojogos. “A paisagem de conquista está a evoluir. Não se trata de se conformar às expectativas; trata-se de encontrar o seu próprio caminho para o sucesso”, declara ele.

A Quebrar Estereótipos

O estudo vai além de apenas números; desafia ideias antigas sobre videojogos. As mães, muitas vezes subestimadas, não estão apenas a jogar casualmente – elas estão a ganhar em grande. Blake incentiva uma reavaliação das expetativas, instando-nos a compreender que “O sucesso é sobre paixão e habilidade, não sobre papéis predefinidos.”

Estudos recentes mergulham na demografia dos videojogos, revelando que uns impressionantes 70% das mães jogam regularmente. Isto mostra claramente que as mães são uma grande parte do mundo dos videojogos, estilhaçando a ideia de que os videojogos são apenas para rapazes.

A Celebrar as Mães que Jogam

O sucesso das mães que jogam é algo para se aplaudir. Vamos buscar inspiração em Anne Munition, uma reconhecida mãe jogadora e criadora de conteúdo. Com um grande número de seguidores no Twitch e no YouTube, Anne mostra as suas habilidades nos videojogos e partilha perspetivas sobre o mundo dos videojogos.

“Este é um desenvolvimento interessante no mundo dos videojogos. Não é que as mães de repente estejam a jogar mais videojogos do que os pais, mas é relatado que elas ganham com mais frequência, o que sugere que podem ser mais habilidosas ou estratégicas”, diz Blake.

Então, ao celebrarmos as mães que jogam, vamos apreciar as habilidades e a paixão que elas trazem para os videojogos. Anne é apenas um exemplo das muitas mães fantásticas que jogam que existem por aí, causando um grande impacto dentro e fora do mundo dos videojogos!

Dicas Práticas para Futuras Mães que Jogam

Blake tem algumas dicas sólidas para futuras mães que jogam:

Identifica o teu Nicho de Jogo: Experimenta diferentes tipos de jogos para descobrir do que gostas. Seja estratégia, ação, simulações ou puzzles.

Começa com Jogos Amigáveis para Iniciantes: Se és nova nos videojogos, começa com títulos desenhados para iniciantes. Estes costumam ter tutoriais e controlos fáceis de entender.

Junta-te a Comunidades de Videojogos: Junta-te a comunidades ou fóruns de videojogos online onde podes conectar-te com outras mães que jogam, como o Discord e o Reddit.

Gere o Tempo de Videojogos e o Tempo em Família: Define horários específicos para jogar que não interfiram com as tuas responsabilidades familiares.

Experimenta Jogos Multijogador: Mergulha em jogos multijogador onde podes formar equipas com outras pessoas. Isto não só adiciona um elemento social aos videojogos, mas também permite que te conectes com outras pessoas.

O Futuro dos Videojogos

“A paisagem de conquista está a evoluir. Não se trata de se conformar às expectativas; trata-se de encontrar o seu próprio caminho para o sucesso!” Este é o novo mantra dos videojogos de acordo com Blake, e ninguém representa isto mais do que um grupo emergente de jogadores – as mães!

Elas estão a mudar o jogo, literalmente! Então, da próxima vez que ouvir um jingle vencedor, não te surpreendas se for uma mãe jogadora a adicionar mais uma conquista à sua jornada nos videojogos. Lembra-te, há uma nova vaga de jogadores onde as mães estão a jogar, um power-up de cada vez.

Fonte: Zenshield

Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.