IDC prevê que o investimento em Inteligência Artificial ultrapasse 100 milhões de euros este ano em Portugal

IDC prevê que o investimento em Inteligência Artificial ultrapasse 100 milhões de euros este ano em Portugal

9 Visualizações
0

A International Data Corporation (IDC) estima que o investimento em Inteligência Artificial (IA) ultrapasse os 100 milhões de euros, em 2024, em Portugal, e registe um crescimento anual de 25%, entre 2023 e 2027. Durante o evento de Data & Artificial Intelligence, que se realizou no Centro Cultural de Belém, foram partilhadas algumas tendências, oportunidades e riscos da IA. À medida que os investimentos em IA e automação crescem, o foco nos resultados, governança e gestão de riscos é fundamental para garantir o sucesso e a segurança dessas iniciativas

“Testemunhamos uma mudança sísmica nos investimentos em Inteligência Artificial, onde as organizações estão a redefinir os seus horizontes para aproveitar o poder da IA. Esta revolução tecnológica não se limita apenas a melhorias incrementais, mas está a reestruturar os negócios que operam e como as experiências dos clientes são moldadas. Os investimentos robustos em IA refletem não apenas uma tendência, mas uma necessidade urgente de adaptação e inovação, impulsionando uma nova era de oportunidades e crescimento acelerado”, sublinha Gabriel Coimbra, Group Vice President e Country Manager da IDC Portugal.

De acordo com o estudo IDC FutureScape: Worldwide Artificial Intelligence and Automation 2024 Predictions —, que monitoriza software, hardware e serviços de inteligência artificial (IA) em todos os setores e casos de utilização, em 2023, as empresas a nível mundial investiram 166 mil milhões de dólares (153,7 mil milhões de euros), em soluções de IA. Um valor que, a consultora acredita que cresça para 423 mil milhões de dólares (391,8 mil milhões de euros), com a uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 26,9%, entre 2022 e 2027. Este montante é quatro vezes superior à CAGR de há cinco anos, na qual se situava em 5,7% para os investimentos globais em TI no mesmo período.

Além disso, a IDC estima que o software global de automação inteligente de processos (intelligent process automation – IPA) irá chegar aos 65,3 mil milhões de dólares (60,4 mil milhões de euros), em 2027, crescendo a uma CAGR de 21,7%, entre 2021 e 2026. Como exemplo, em 2022, o mercado de IPA registou um acréscimo de 16,7%, para 24,5 mil milhões de dólares (22,7 mil milhões de euros), em comparação com o crescimento de 20,5%, para 21 mil milhões de dólares (19,4 mil milhões de euros), em 2021.

10 tendências do mercado de IA para os próximos 5 anos

No evento realizado hoje pela IDC foram apresentadas 10 previsões para a área de IA e automação, até 2027. Além disso, o estudo IDC FutureScape: Worldwide Artificial Intelligence and Automation 2024 Predictions, descreve ainda os principais fatores que afetam os decisores responsáveis por estas despesas e pela utilização efetiva das soluções associadas.

Previsão 1: Até 2026, 70% dos fornecedores de plataformas cloud e software irão agregar pacotes de segurança e governação de IA Generativa (GenAI) aos seus principais serviços, reduzindo os cenários de risco de GenAI em três vezes.

Previsão 2: Até 2026, a divergência regulamentar da IA em diferentes regiões geográficas irá criar grandes desafios para as organizações multinacionais, aumentando o tempo e o esforço de implementação para casos de utilização sensíveis até 10%.

Previsão 3: Até 2027, os assistentes digitais GenAI serão a interface do utilizador para 25% das interações com software empresarial, incluindo o desenvolvimento de software e superior para processos de exploração operacional como o envolvimento do cliente.

Previsão 4: Até 2025, após um foco temporário na GenAI, 60% das empresas vão voltar a focar-se na definição de estratégias de automatização baseadas em resultados, em vez de tecnologias específicas.

Previsão 5: Até 2025, as empresas G2000 vão aplicar mais de 40% dos investimentos em TI a iniciativas de IA, levando a um aumento de dois dígitos na taxa de inovação de produtos e processos.

Previsão 6: Até 2027, o impacto económico global da IA irá neutralizar-se, à medida que as organizações superam a disrupção inicial e reorientam os recursos para a inovação e novas oportunidades de negócio, impulsionando a expansão económica.

Previsão 7: Até 2025, dois terços das empresas vão utilizar uma combinação de GenAI e RAG para potenciar a descoberta de conhecimento autónoma e específica do domínio, melhorando a eficácia das decisões em 50%.

Previsão 8: Até 2024, 33% das empresas G2000 irão explorar modelos de negócio inovadores para duplicar o seu potencial de monetização da GenAI.

Previsão 9: Até 2028, 30% das empresas G2000 vão experimentar sistemas AGI que terão um efeito transformador na sociedade e criarão oportunidades e ameaças significativas.

Previsão 10: Até 2027, os gastos com aceleradores de servidor (GPU, FPGA e ASIC e ASSP de IA) em comparação com CPUs de servidor vão inverter-se, atingindo uma taxa de 55/45.

“A popularidade global explosiva do ChatGPT deu-nos o primeiro ponto de inflexão real da IA na adoção pública. A medida que os investimentos em IA e automação crescem, o foco nos resultados, governança e gestão de riscos é fundamental”, refere Ritu Jyoti, vice-presidente do grupo Worldwide Artificial Intelligence and Automation Market Research and Advisory Services na IDC.

Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.