Análise – Kingdom Rush Vengeance

75 visualizações
0

Cada vez há mais jogos do género Tower Defense para dispositivos moveis, mas há um que se destaca entre os demais. Kingdom Rush, conta com cada vez mais fãs em todo o mundo e no final de novembro foi lançado Kingdom Rush Vengeance, o quarto jogo da série Kingdom Rush.

Este quarto jogo segue um novo rumo, pondo o jogador no papel de vilão, num regresso a vários mapas do primeiro jogo, e numa perspetiva nova

Em Kingdom Rush Vengeance, têm ao vosso dispor 16 novas torres, cada uma com habilidades únicas e poderes especiais. As diversas formas com que são atacados exigem reações diferentes, sendo que nenhuma batalha é repetida da mesma forma. As opções de customização do vosso exército é também um dos pontos altos, tendo uma flexibilidade maior que outros jogos do género.

Os mapas são fantásticos, com caminhos desafiantes onde toda a vossa estratégia terá de ser preparada o quanto antes, e onde cada torre tem uma utilidade importante. A isto acrescenta-se a possibilidade de especificar um poder à torre uma vez sempre que tenha atingido o seu nível máximo, mudando constantemente a dinâmica da vossa estratégia.

Existe ainda um leque diverso de vilões à vossa disposição, podendo o jogador posicioná-lo com facilidade em qualquer ponto no mapa. Ainda que exista um bom balanço entre defesa e ataques, é importante a escolha consoante o estilo de jogo de cada jogador, para que cada wave seja vencida de forma mais eficaz possível.

Cada partida vai tendo uma duração variável, normalmente entre os 3 aos 8 minutos, dependendo de quantas waves de inimigos estão a caminho; o que torna o jogo num companheiro ideal para viagens em transportes sem ter que interromper o divertimento.

Por outro lado, os preços para obter vários extras, desde rubis para comprar ataques, a torres exclusivas, estão dentro da média esperada. Ainda que seja possível obter uma boa quantidade de rubis durante as batalhas, é importante ter uma noção de gerir fundos para que tenham o máximo impacto.

Outro ponto positivo, é a possibilidade de poderem jogar offline, permitindo poupar nos dados móveis quando estão fora de casa.

Kingdom Rush Vengeance continua com toda a sua essência a que já nos habituou, trazendo até nós  toda a emoção estratégica de um jogo Tower Defense.

Sobre o autor

Sara Fernandes

A Sara também faz parte da fundação da InforGames. Começou a jogar videojogos com o irmão. Gosta de jogos de Puzzles e simulação.

O teu endereço de email não será revelado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.