NEC, Arm, Qualcomm, Red Hat e Hewlett Packard Enterprise demonstram Open vRAN e 5G Core UPF com recurso a CPUs baseados em Arm

NEC, Arm, Qualcomm, Red Hat e Hewlett Packard Enterprise demonstram Open vRAN e 5G Core UPF com recurso a CPUs baseados em Arm

44 Visualizações
0

A NEC Corporation, em conjunto com a Arm, a Qualcomm Technologies, Inc., a Red Hat e a Hewlett Packard Enterprise (HPE), demonstraram com sucesso a operação de ponta a ponta dos produtos da NEC para Rede de Acesso Rádio aberta e virtual (vRAN) e Função da Camada de Utilizador virtual (vUPF) do core 5G, utilizando servidores HPE ProLiant com CPUs baseados em Arm Neoverse, a placa aceleradora Qualcomm X100 5G RAN e o Red Hat OpenShift, em condições equivalentes às de um ambiente comercial. A colaboração levou a uma solução integrada e passível de ser demonstrada com sucesso, otimizada em termos de custo total de propriedade (TCO) e eficiência energética, para utilização tanto em centros de dados como no edge.

A Open vRAN e o 5G Core vUPF da NEC, implementados no mesmo servidor que a vCU, são aplicações nativas na cloud, de qualidade de operador, compatíveis com as normas O-RAN Alliance e 3GPP. Suportam múltiplos servidores e plataformas de virtualização e são altamente flexíveis e expansíveis para uma grande variedade de cenários e configurações de rede.

A nova solução inclui o HPE ProLiant RL300 Gen11 com processadores baseados em Ampere Altra Arm Neoverse e com a placa aceleradora Qualcomm X100 5G RAN. O aproveitamento de um acelerador em linha é um exemplo de como a Open RAN permite um cenário de vários fornecedores, com utilização de equipamento de rede moderno e computação otimizada para a carga de trabalho, independentemente da arquitetura de CPU, por oposição a todo o processamento da carga de trabalho a ser feito em equipamento legado e de um único fornecedor.

Ao demonstrar com êxito o processamento de chamadas e a comunicação por pacotes em condições equivalentes às de um ambiente comercial e ao utilizar servidores baseados em Arm e o X100, com maior capacidade e com poupança de espaço, a gama de aplicações dos servidores baseados em Arm é agora mais alargada, confirmando o potencial para reduzir significativamente o TCO das redes móveis.

Com esta demonstração, os conjuntos de software de virtualização móvel da NEC (Open vRAN e vUPF) também provaram um nível elevado de flexibilidade e portabilidade em vários servidores e plataformas de virtualização.

A sustentabilidade da rede continua a ser uma prioridade crítica para os fornecedores de serviços, dado o aumento exponencial de tráfego e consequentes requisitos de capacidade de processamento. Nesse sentido, a inovação em termos das principais tecnologias é importante para ajudar a acelerar os ganhos de sustentabilidade na rede comercial, o que foi demonstrado com este importante avanço.

A Vodafone enviou o seguinte comentário:

Andy Dunkin, Diretor de Desenvolvimento da Plataforma Digital e RF Open RAN da Vodafone, afirmou: “A Vodafone está interessada em ver a diversificação do ecossistema para a arquitetura com base em silício, através da demonstração de uma plataforma Open RAN baseada em ARM, com isso aumentando a escolha de soluções de computação que são eficientes em termos de energia. A maturidade da arquitetura baseada em Arm, combinada com a vRAN de alta qualidade da NEC e o acelerador da Qualcomm, mostra os progressos contínuos realizados na interoperabilidade do software e hardware Open RAN.”

A solução da NEC e outras informações foram apresentadas durante o MWC (Mobile World Congress) Barcelona 2024, nos stands da Arm (Hall 2, Stand I60), da Red Hat (Hall2, stand 2F30), da Qualcomm (Hall3, stand 3E10) e da NEC (Hall 2, Stand 2H40).

Eddie Ramirez, Vice-Presidente e responsável de go-to-market da Linha de Negócios de Infraestrutura da Arm, disse: “Realizar todo o potencial do 5G requer um novo pensamento e novas arquiteturas de sistema. A Open RAN e a virtualização estão a tornar isso possível, ao permitir novas arquiteturas e opções de computação para as empresas de telecomunicações. Esta demonstração é um exemplo incrível do poder do ecossistema Arm em permitir implementações de Open RAN no mundo real, demonstrando benefícios de TCO para as redes móveis através do aproveitamento dos benefícios de desempenho por watt, da plataforma Arm Neoverse.

Gerardo Giaretta, Vice-Presidente de Gestão de Produto da Qualcomm Technologies, Inc., declarou: “Esta é uma demonstração importante que reforça a oportunidade do Open RAN e valida os recursos de desempenho e eficiência energética da placa aceleradora Qualcomm X100 5G RAN, aumentando a sustentabilidade e reduzindo o custo da rede. Estamos orgulhosos por fazer parte desta colaboração de ecossistema para tornar a RAN 5G mais capaz e acessível.”

Honoré LaBourdette, Vice-Presidente Sénior Interino de Global Telco, e Vice-Presidente e responsável do Ecossistema de Parceiros Telco da Red Hat, afirmou: “A Red Hat dedica-se a ajudar os provedores de serviços a ampliar o escopo dos seus recursos de rede 5G para oferecer novas experiências aos clientes. A crescente inovação tecnológica do 5G traz consigo uma responsabilidade crucial de combinar a nossa experiência com os nossos parceiros para fornecer operações de rede mais sustentáveis para os nossos clientes. Com esta colaboração, foi possível à NEC utilizar o Red Hat OpenShift e o hardware com eficiência energética da Arm e da Qualcomm para otimizar as suas soluções de rede de RAN e de Core 5G com um consumo de energia reduzido.”

Phil Cutrone, Vice-Presidente Sénior e Diretor-Geral de Prestadores de Serviços, OEM e Telcos da HPE, afirmou: “Estamos entusiasmados por trabalhar com a NEC na demonstração de novas e inovadoras soluções 5G que acreditamos que irão moldar o futuro da indústria. Os servidores HPE ProLiant RL300 Gen11 oferecem uma plataforma aberta e eficiente em termos de energia para ambientes de telecomunicações, ampliando a escolha dos operadores em termos de infraestrutura para redes vRAN.”

Katsumi Tanoue, Diretor Geral do Departamento de Soluções Móveis Globais da NEC, afirmou: “Esta demonstração é um exemplo de como as mais recentes tecnologias de HW, combinadas com o Open RAN SW de nível de operador, resultam em soluções RAN eficientes em termos energéticos, inovadoras e competitivas. Na NEC, estamos ansiosos por acelerar a colaboração em termos do ecossistema Open RAN e promover a diversidade e a concorrência para benefício dos operadores de rede.”

Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.