Análise – Lenovo Yoga Slim 7i Carbon

Análise – Lenovo Yoga Slim 7i Carbon

91 visualizações
0

A Lenovo tem nos brindado sempre com portáteis bastante interessantes e desta vez tive o prazer de testar o Lenovo Yoga Slim 7i Carbon.
O modelo que estou a analisar, está equipado com um Processador Core i7-1260P, 16 GB de LPDDR5-4800 RAM, um SSD PCIe 4.0 de 1 TB e um ecrã sensível ao toque de 2,5K de 13,3 polegadas (2.560 x 1.600, 16: 10) capaz de funcionar a uma taxa de atualização mais alta de 90 Hz e pesa menos de 1kg.

Especificações Técnicas

Processador Intel Core i7-1260P 12 x 1.5 – 4.7 GHz, 46 W PL2 / Short Burst, 28 W PL1 / Sustained, Alder Lake-P
Sistema operativo Windows 11 Pro
Placa gráfica
Intel Iris Xe Graphics G7 96EUs, Core: 1400 MHz, Memory: 2400 MHz
Ecrã
  • IPS PureSight 2,5K (2560×1600) de 13,3″ (33,78 cm), 400 nit, formato 16:10, 100% do volume e espaço cromático sRGB, taxa de atualização de 90 Hz, Dolby Video®, calibrado por hardware Delta Ε<1, certificação TÜV Rheinland® Low Blue Light, ecrã tátil
Memória 16GB a 4800 MHz Dual Channel
Bateria
  • 50 Whr
  • Até 10 horas* (MM18)
  • Até 13,5 horas (Reprodução de vídeo local)
*Todas as afirmações relativas à duração da bateria são aproximadas e baseiam-se nos resultados dos testes de referência da vida útil da bateria baseados no MobileMark® 2018. Reprodução de vídeo local com base em resultados de testes com reprodução contínua de vídeo a 1080p no Windows 11 (com 150 nit de luminosidade num ecrã 3K a 60 Hz no nível de volume predefinido). A duração real da bateria varia e depende de vários fatores, como a configuração e a utilização do produto, a utilização do software, a funcionalidade sem fios, as definições de gestão de energia e a luminosidade do ecrã. A capacidade máxima da bateria diminuirá com o tempo e a utilização.
Armazenamento SSD PCIe M.2 até 1 TB
Segurança e-Shutter da câmara Web
Áudio
  • 2 colunas Harman Speaker de 2 W
  • Dolby Atmos®
  • Matriz de microfones multidirecionais
Câmara Câmara Web HD 720p + IV
Dimensões (A x L x P)
Espessura de apenas 14,8 mm x 300,98 mm x 206,03 mm
Peso
A partir de 0,97 kg
Cor
  • Storm Grey
Conectividade
  • WiFi 6E*
  • WiFi 6 (802.11ax)
  • Bluetooth® 5.1
* O funcionamento do WiFi 6E a 6 GHz depende da compatibilidade do sistema operativo, de routers/APs/gateways compatíveis com WiFi 6E, bem como das certificações de regulamentação regionais e da atribuição de espectro.
Portas/ranhuras
  • Intel® Thunderbolt™ 4 (DisplayPort™ 1.4, com alimentação, transferência de dados de 40 Gps)
  • USB-C 3.2 Gen 2 (DisplayPort™ 1.4, com alimentação, transferência de dados a 20 Gbps)
As velocidades de transferência da porta USB são aproximadas e dependem de vários fatores, como a capacidade de processamento do anfitrião/dispositivos periféricos, os atributos dos ficheiros, a configuração do sistema e os ambientes operativos; as velocidades reais poderão variar e poderão ser inferiores às esperadas.
Teclado
  • Teclado de margem a margem
  • Percurso de tecla de 1 mm
Software pré-carregado
  • Dolby Access (Dolby Vision® e Atmos®)
  • Lenovo Vantage
  • McAfee® LiveSafe™ (avaliação)
  • Microsoft Office 2021 (versão de avaliação)

Nota: estas especificações técnicas, são baseadas no portátil de teste.

Design

A Lenovo deu ao último Yoga Slim 7i Carbon um novo chassi. O design fundamental do corpo está agora mais alinhado com outros modelos Yoga atuais, como o Yoga 9i e o Yoga 7. Enquanto a seção base de seu antecessor tinha bordas muito nítidas, o novo Yoga Slim 7i Carbon apresenta agora um design mais arredondado. Não há nada no chassi que se destaque visualmente além dos pequenos logotipos. E, no geral, o chassi tem uma aparência muito limpa. Além do cinza escuro (Onyx Grey)  que é a cor do portátil da análise, também está disponível num tom mais claro de cinza (Cloud Grey) e em branco (Moon White). A moldura do ecrã é bastante fina, especialmente nas laterais, resultando numa relação ecrã/corpo de 83%.

O chassi é fabricado com materiais de alta qualidade. A tampa é feita de fibra de carbono e tem uma superfície lisa. Apesar da tampa ser fina, acaba por ser robusta no geral. Embora a mesma flexione um pouco quando torcida, não causa qualquer distorção da imagem. Da mesma forma, se aplicar pressão em vários pontos na parte traseira também não afeta a imagem do ecrã. A própria dobradiça é relativamente lisa e permite um ângulo de abertura máximo de 180 graus.

Feita de uma liga de fibra de carbono-magnésio, a base é bastante robusta como um todo. Apenas a parte do meio flexiona ligeiramente quando é exercida pressão. Mas não faz qualquer ruido quando dobrada e torcida.

O novo Yoga Slim 7i é um pouco mais largo que o seu antecessor, mas um pouco mais fino e não tão profundo. Com menos de 1 kg, o novo Yoga Slim 7i só é superado pelo Samsung Galaxy Book2 Pro, que conta com apenas 870g. A Lenovo incluiu ainda um carregador muito compacto de 65 watts que pesa apenas 187g.

Thunderbolt 4

A já modesta seleção de portas no antecessor foi ainda mais reduzida – uma das duas portas Thunderbolt e o conector de áudio de 3,5 mm deixaram de estar presentes no novo Yoga Slim 7i. O que deixa disponível apenas uma porta USB-C em cada lado do dispositivo, com apenas a da esquerda a suportar Thunderbolt 4. Apesar destas alterações, podes continuar a carregar o portátil em qualquer das portas.

Conetividade

A Lenovo incluiu o mais recente módulo sem fio Intel AX211E, que suporta o novo padrão Wi-Fi 6E e Bluetooth 5.2. E digo de passagem, que não encontrei qualquer problema com a ligação e a minha internet não é das melhores. Tanto as taxas de transferência quanto a qualidade do sinal foram excelentes.

Câmara

O Lenovo Yoga Slim 7i conta com uma webcam padrão de 720p. Embora a câmara faça o seu trabalho, não produz imagens particularmente boas, mesmo com boa iluminação. O Yoga Slim oferece ainda um obturador de privacidade eletrónico que pode ser ativado usando um interruptor localizado à direita do chassi. O dispositivo também possui uma câmara IR que permite que faças login com o reconhecimento facial do Windows Hello.

Dispositivos de Entrada

O teclado é um dos aspetos mais fracos do Yoga Slim 7i e, irás notar uma diferença de qualidade ao compará-lo com os teclados de outros modelos Yoga. Além disso, as teclas são relativamente altas, o que faz com que o teclado não pareça muito premium. O teclado é definitivamente útil, desde que não digites muito, mas existem opções muito melhores por aí. A Lenovo incluiu uma luz de fundo branca com dois níveis de brilho. A luz pode ser ativada automaticamente com a ajuda de um sensor.

O touchpad funciona muito bem e não tem problemas em reconhecer gestos com até quatro dedos. com um tamanho de 10,5 x 7 cm (4,1 x 2,8″), o clickpad é também suficientemente espaçoso. No entanto, como acontece frequentemente com os touchpads, pressionar a seção inferior requer uma força relativamente boa e cria um ruído muito alto, o que faz com que o touchpad se pareça bastante barato. No uso quotidiano, é substancialmente mais confortável apenas tocar no touchpad para a introdução de cliques. O ecrã táctil funciona muito bem, apesar da sua superfície antirreflexo.

Ecrã

O Yoga Slim 7i Carbon está disponível com duas opções diferentes de painel WQHD, uma com e outra sem funcionalidade de toque. O que tenho para teste, vem com o ecrã táctil opcional com uma superfície antirreflexo. Embora o ecrã seja muito menos refletor do que aqueles sem esta funcionalidade, continua a refletir mais luz do que os ecrãs mate. O ecrã 16:10 tem uma resolução de 2.560 x 1.600, e acho que tem um aspeto excelente. O conteúdo no ecrã é nítido e as cores parecem vibrantes. Além disso, o painel é capaz de uma taxa de atualização de 90 Hz, o que significa que o movimento irá aparecer muito suave no ecrã. O ecrã também suporta HDR, e o brilho pode ser ajustado automaticamente com a ajuda de um sensor.

O Yoga Slim 7i Carbon usa um painel diferente do seu antecessor. Embora o novo painel seja ligeiramente mais brilhante, o seu pico de brilho fica aquém da exigência do fabricante de 400 cd/m² e só conseguiu atingir em média 362 cd/m². Contudo, o visor tem um bom nível de preto de 0,26 cd/m², resultando numa elevada relação de contraste de cerca de 1.500:1.

Processor – Core i7-1260P

Se esperas encontrar um processador da série U dentro de um dispositivo tão leve e compacto enganas-te. Pois a Lenovo optou por utilizar um CPU Alder Lake-P mais potente com dois núcleos de desempenho adicionais. Enquanto o modelo base está equipado com um Core i5-1240P, o que tenho para análise vem com um Core i7-1260P mais rápido. O desempenho do CPU é surpreendentemente bom.

O desempenho de núcleo único do Core i7 é excelente e também melhor do que os chips AMD atuais são capazes de fazer. Isto, porém, vem ao preço de uma maior utilização de energia. O CPU proporciona um desempenho consistente quando funciona com bateria.

Armazenamento

O Yoga Slim 7i Carbon está equipado com um SSD da Samsung PCIe 4.0 (PM9A1), que é uma das unidades mais rápidas do mercado neste momento. No entanto, notei que o Yoga Slim sofre de um problema que também afeta muitos outros computadores portáteis finos e leves. Embora o SSD seja capaz de fornecer taxas de transferência muito elevadas, superiores a 6 GB/s, o seu desempenho começa a flutuar drasticamente sob cargas sustentadas devido a problemas de calor. Na utilização diária, contudo, não notarás realmente quaisquer limitações, porque as taxas de transferência de dados ainda estão acima dos 3 GB/s.

Gráfica

O Yoga Slim 7i Carbon vem com gráficos integrados Iris Xe G7 (96 UE) como pode ser encontrado nos CPUs de última geração da Intel Tiger Lake. A GPU tem desempenho suficiente para lidar com as tarefas multimédia quotidianas, incluindo a reprodução de vídeos de alta resolução. No entanto, a atual geração AMD iGPU, a Radeon 680M, é substancialmente mais rápida e mais eficiente. Isto também é verdade para o iGPU no Apple MacBook Air M2.

Além disso, o Iris Xe Graphics G7 não é realmente adequado para jogos. Na maioria dos casos, limitar-se-á a rodar jogos em configurações baixas a médias. Dito isto, a GPU é pelo menos capaz de proporcionar um desempenho estável sob carga sustentada. E pode sempre ligar uma GPU externa através da porta Thunderbolt 4 para um melhor desempenho em jogos. Isto deve funcionar muito bem graças ao bom desempenho do CPU.

Colunas

Os dois altifalantes estéreo são classificados cada um a 2 watts e localizados na parte inferior do dispositivo. O software Dolby vem pré-instalado no Yoga Slim 7i. Os aperfeiçoamentos do software ajudam definitivamente a fazer soar melhor os altifalantes porque são bastante metálicos e fracos sem os perfis Dolby. Mesmo assim, provavelmente não se deve esperar uma excelente qualidade de áudio do portátil.

Bateria

O Yoga Sim 7i Carbon obtém uma duração decente da sua bateria de 50,2 Wh. No entanto, a maioria dos seus concorrentes ainda tem um melhor desempenho a este respeito. Com 150 cd/m² (equivalente a 82% de brilho de ecrã no PC de teste), o portátil conseguiu funcionar durante 10,5 horas no teste de vídeo mas apenas 7,5 horas no teste Wi-Fi. Isto demonstra realmente o elevado consumo de energia do processador Alder Lake. Com o brilho máximo do ecrã, a bateria aguentou pouco mais de 6 horas no teste Wi-Fi.

Com o dispositivo ligado, leva cerca de 2,5 horas para carregar completamente a bateria. E o portátil não suporta carregamento rápido.

Conclusão

A Lenovo atualizou o Yoga Slim 7i Carbon e conseguiu mantê-lo abaixo de 1 kg. Combinado com um carregador leve, o ultraportátil pode ser facilmente guardado na bagagem de mão quando é levado em viagens. O dispositivo apresenta um chassis de alta qualidade graças à utilização de materiais de primeira qualidade. No entanto, a Lenovo removeu uma porta USB-C e a tomada áudio de 3,5 mm. Também foi necessário fazer compromissos no que diz respeito ao teclado. Só não é particularmente bom devido ao curto percurso das teclas dando a sensação de ser rijo. Os utilizadores também não devem esperar boa qualidade no que diz respeito aos altifalantes.

No entanto, fiquei surpreendido com o grande desempenho do processador Alder Lake-P. Ele é capaz de funcionar muito bem mesmo sob carga sustentada. O portátil também vem com caraterísticas modernas tais como Wi-Fi 6E, Thunderbolt 4, um rápido SSD PCIe 4.0 e sensores que ajudam a ajustar automaticamente o brilho do ecrã e do teclado. O painel WQHD de 90Hz é excelente e tem cores muito precisas.

O novo Lenovo Yoga Slim 7i Carbon 13 oferece um chassis extremamente leve e um grande desempenho devido ao seu processador Alder Lake-P. Mas no entanto, nem o processador nem o ecrã WQHD são especialmente eficientes. Como resultado, o Yoga Slim 7i Carbon 13 fica atrás da maioria dos seus concorrentes em termos de duração da bateria. O visor OLED do Zenbook também oferece melhor qualidade de imagem.

Lenovo Store

O Lenovo Yoga Slim 7i Carbon, foi cedido gentilmente pela Lenovo para teste.

9.0

Nota Final

Nota final

Gostamos
  • Leve
  • Design Prático
  • Ecrã com taxa de atualização a 90hz
Não gostamos
  • Duração da bateria
  • Portas Limitadas
  • Gráficos integrados
Sobre o autor

Fernando Costa

É o fundador da InforGames. Começou a ter interesse pelos videojogos através do Spectrum +2 128k. Gosta de jogos de Estratégia, Corridas e Luta. Apesar de já ter jogado em várias consolas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição!

O teu endereço de email não será revelado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.