Análise – Train Valley

Análise – Train Valley

8 visualizações
0

No dia 27 de julho chegou às consolas o Train Valley – Console Edition, e nós temos para análise uma versão para PC, que não é muito diferente a nível de jogabilidade e objetivos da versão consola.

Train Valley é um ótimo jogo fácil de aprender mas difícil de concluir os objetivos.

Os primeiros níveis de Train Valley são extremamente simples, mas calma, a dificuldade aumenta rapidamente e logo estarás a lutar para concluíres todos os objetivos. O jogo tem um bom equilíbrio e tudo se encaixa muito bem, e o som adiciona um certo ambiente que realmente o faz brilhar.

O primeiro nível do jogo, serve apenas de tutorial no qual o jogo explica o básico, como construir as linhas e como moveres os teus comboios, e leva-te numa falsa sensação de segurança sobre o quão relaxante este jogo vai ser. Essa sensação, irá desaparecer rapidamente a partir do terceiro ou quarto nível!

Terás quatro a cinco estações de comboio, todas com cores diferentes e o objetivo é liga-las entre si, enquanto garantes que os comboios chegam à estação com a cor corresponde sem que colidam entre si.
Por exemplo, o comboio vermelho precisa de ir para a cidade vermelha, enquanto que o comboio amarelo vai para a cidade amarela, mas terá que passar pela linha do comboio vermelho, terás que pensar muito bem na estratégia a utilizar para que eles não colidam! Se achas que isto são “peanuts”, continua a ler.

Cada nível tem desafios para além do base, como gastar apenas uma quantia específica de dinheiro, não demolir as linhas (mesmo que as tenhas colocado mal), ou garantir que os teus comboios não colidam. E este último objetivo não é tão simples como parece! Se esperares muito tempo, para deixares o comboio partir da sua estação, ele simplesmente sai por conta própria e ai pode complicar as coisas. Vais precisar de agir rapidamente e puxar a alavanca para trocar para a linha certa, recuar ou parar, para que os outros comboios possam passar sem causarem qualquer acidente.

O novo DLC da Alemanha adiciona novos níveis ao jogo, alguns ainda mais desafiadores do que o do jogo principal oferece! Por exemplo, num dos níveis, apareceu um bombardeiro a sobrevoar a zona e a explodir parte dos carris, com os comboios a caminho daquela área específica! Por isso, este DLC é mais um extra para quem gosta de puzzles e de bons desafios.

Os mapas estão repletos de florestas, aldeias e terrenos intransitáveis, como montanhas ou água, que atrapalham a tua rede de comboios, e todos parecem muito bons! Cada nível tem uma sensação visual diferente, com comboios e edifícios temáticos que dão um toque agradável. O jogo tem uma interface limpa e fácil de compreender, com botões e controlos suficientes. Os sons são ótimos e realmente colocam-te na cena em que o jogo quer que estejas.

Conclusão:

Train Valley é um pequeno jogo de puzzles divertido e desafiante, para aquelas noites em que só queres jogar um jogo rápido e não queres ser “sugado” por horas seguidas. Não é muito caro e por €10 euros no Steam (€11,99 euros nas consolas), consegues ter um bom jogo de puzzles desafiador e com bons gráficos.

O código Steam para esta analise foi cedido gentilmente pela BlitWorks Games.

8.0

Excelente

Nota final

Gostamos
  • Desafiante
  • Gráficos simples
  • Bons efeitos sonoros
  • Fácil de aprender
Não gostamos
  • Fica difícil muito rápido, o que pode ser frustrante para alguns
Sobre o autor

Fernando Costa

É o fundador da InforGames. Começou a ter interesse pelos videojogos através do Spectrum +2 128k. Gosta de jogos de Estratégia, Corridas e Luta. Apesar de já ter jogado em várias consolas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição!

O teu endereço de email não será revelado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.