Nova editora Sueca, focada na sustentabilidade lança-se no mercado internacional com vista à produção de jogos indie de qualidade

10 visualizações
0

A editora sueca Kinda Brave, abre pela primeira vez as suas portas como uma editora de jogos focada na sustentabilidade. A empresa adotará uma abordagem de longo prazo à publicação, trabalhando com pequenos estúdios numa dinâmica de grupo onde os recursos e a experiência são partilhados – e a colaboração encorajada. A Kinda Brave, que já assinou com três estúdios de desenvolvimento, quer defender um modelo chamado Hybrid Indie de uma editora não só centrado nos aspectos comerciais, mas também no apoio diário e no crescimento dos estúdios e das pessoas que neles trabalham, permitindo que cada estúdio dedique o seu tempo e energia no desenvolvimento de títulos indie de qualidade. Com a sua “iniciativa Sustainable Gaming” como bússola, o grupo já investiu cerca de 6,3 milhões de dólares (SEK 60 milhões), e está agora pronto para se estabelecer internacionalmente, à procura de mais estúdios e criadores que queiram aderir.

Björn Rudolfsson, CEO e co-fundador da Kinda Brave, disse: “O desenvolvimento do jogo é muitas vezes caracterizado pela paixão. Mas com demasiada frequência, isto é usado como desculpa para condições de trabalho pouco saudáveis e sem objetivos definidos. A Kinda Brave quer mudar isto investindo a longo prazo em equipas mais pequenas, criativas e independentes, acreditando que o caminho para os melhores jogos é ter boas pessoas recebendo um bom suporte contínuo. Com mais espaço para respirar e ajudando uns aos outros, de repente, encontram-se numa posição em que podem começar a impactar os outros positivamente também, para além do simples desenvolvimento e publicação”.

Em paralelo com o lançamento da própria editora, a Kinda Brave lidera uma iniciativa chamada Sustainable Gaming (sustainablegaming.com) com a ambição de inspirar e envolver mais jogadores e criadores em questões de sustentabilidade. O site será utilizado como uma plataforma para mostrar o trabalho de sustentabilidade do grupo – tanto as realizações como as deficiências. Ao longo do tempo, Kinda Brave espera fazer crescer o site com material educacional e recursos para a partilha na comunidade de desenvolvimento indie.

A administração da Kinda Brave também conta com Åsa Bredin, Chefe de Engenharia da Mojang, Evelina Anttila, sócia da Wellstreet e Wilhelm Pettersson, CEO e proprietária da Skabholmen Invest. O foco do grupo está na expansão contínua com outros 2-3 estúdios por ano.

Rudolfsson continuou: “Somos compostos por jogadores e veteranos da indústria dos jogos que viram de perto como o desenvolvimento de jogos pode ser desgastante para as pessoas, particularmente na cena indie. Pode haver muitas expetativas irrealistas nas equipas – não só dos financiadores, mas até dos próprios criadores. Espera-se muitas vezes deles que tratem de tudo entre o céu e a terra sozinhos. Queremos retirar alguma dessa pressão, proporcionando ambientes seguros para que os criadores de jogos possam desfrutar de liberdade criativa. E queremos envolver-nos no desenvolvimento desses ambientes a longo prazo. Temos muito trabalho à nossa frente, mas a sustentabilidade continua a ser o nosso foco desde o primeiro dia”.

Sobre o autor

Fernando Costa

É o fundador da InforGames. Começou a ter interesse pelos videojogos através do Spectrum +2 128k. Gosta de jogos de Estratégia, Corridas e Luta. Apesar de já ter jogado em várias consolas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição!

O teu endereço de email não será revelado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.