Minsait lança rail para acelerar o salto das empresas para a inteligência artificial

Minsait lança rail para acelerar o salto das empresas para a inteligência artificial

12 Visualizações
0

A Minsait, empresa da Indra, e a Microsoft, estabeleceram uma colaboração para a definição do RAIL, um modelo de trabalho para que empresas, instituições e entidades públicas acelerem o seu salto para a inteligência artificial (IA) como parte da sua estratégia num contexto competitivo dominado pelo conhecimento.

A proposta desenvolvida pela Minsait, em colaboração com a Microsoft, permite medir o impacto da IA, facilita a sua escalabilidade e orienta-a por critérios éticos. Por outras palavras, o RAIL permite que as empresas conheçam o retorno real do negócio, acelera a rápida adoção da IA e oferece garantias legais em antecipação aos requisitos estabelecidos pelos regulamentos europeus – o primeiro regulamento sobre IA estará pronto no final de 2023.

Segundo Vasco Mendes de Almeida, Diretor Digital Business Technologies (DBT) da Minsait em Portugal, ” quanto mais cedo as empresas planearem a adoção da IA, mais probabilidades têm de assumir a liderança do mercado. Esta abordagem deve garantir a coesão entre a realidade do negócio e as possibilidades da inteligência artificial, para que a sua adoção responda às prioridades estratégicas do negócio, às particularidades operacionais da empresa e às exigências do contexto social e regulamentar. A partir daí, a inteligência artificial nasce de forma ordenada e é possível articular mecanismos que a tornem sustentável, assegurando a monitorização da sua contribuição para os resultados do negócio”.

Numa altura em que a IA se está a revelar um acelerador da competitividade empresarial, “as empresas devem estar empenhadas em explorar todas as possibilidades que ela oferece, mas também devem estar conscientes e ser responsáveis pela forma como a utilizam, estabelecendo mecanismos que lhes permitam escalá-la internamente com outros sistemas e avaliar e medir o seu impacto real”, acrescenta Vasco Mendes de Almeida.
Desta forma, o valor do RAIL reside na sua capacidade de acompanhar as organizações na adoção da inteligência artificial, permitindo-lhes obter melhores resultados com um investimento bem direcionado e cumprir as normas éticas e regulamentares. A combinação das ferramentas e soluções da Microsoft com a experiência da Minsait, já comprovada no mercado, facilita a rápida adoção de novas soluções de inteligência artificial e dá visibilidade ao seu bom funcionamento.

Da mesma forma que permite que as empresas vejam rapidamente como a IA pode impactar os seus projetos, o RAIL ajuda-as a implementá-la e a escalá-la nos seus negócios, encurtando o prazo do ROI.

Outra das vantagens deste modelo reside na sua capacidade de impulsionar o desenvolvimento da inteligência artificial em todos os setores de atividade – privados e públicos – multiplicando as oportunidades de crescimento e favorecendo mesmo a emergência de novos modelos de negócio.

IA mensurável, regulamentada e integrada na organização

O acrónimo RAIL representa os quatro princípios que orientam a aplicação deste modelo de trabalho:

  • R de responsabilidade: social, ambiental e financeira, para garantir a sua sustentabilidade.
  • A de ambicioso: combinar tecnologias tradicionais e inovadoras com o objetivo de obter um impacto comercial mensurável.
  • I integração: com processos e sistemas empresariais.
  • L de liderança: exercido de um ponto de vista tecnológico, metodológico e organizacional.
Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.