Portugal representado na conferência Collision, no Canadá, com 13 startups

Portugal representado na conferência Collision, no Canadá, com 13 startups

23 Visualizações
0

A Startup Portugal, organização sem fins lucrativos de utilidade pública que visa promover o empreendedorismo português, e a Lisboa Unicorn Capital, plataforma da Câmara Municipal de Lisboa (CML) que estabelece a cidade como um hub global de empreendedorismo, inovação e tecnologia, anunciam a sua presença na 5.ª edição da Collision, uma das principais conferências de empreendedorismo e inovação do continente americano, que se realiza entre os dias 17 e 20 de junho em Toronto, Canadá.

A conferência Collision é o evento da Web Summit no continente americano. Os mesmos organizadores da Web Summit, em Lisboa, reúnem no Canadá 2 mil empresas de 130 países, mil investidores, e mais de 40 mil pessoas na assistência, incluindo as principais empresas de tecnologia, finanças, banca, recursos humanos, entre outros setores.

A delegação com 13 startups portuguesas:

  • Ahau Software – Criou uma plataforma de produtividade com o nome AHAU 260, que proporciona o mesmo contexto de tarefa/projeto em todas as ferramentas de trabalho que utiliza;
  • Brandy IMA Brandy foca-se nas marcas no espaço digital, tornando-as úteis e fiáveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, no seu website, Whatsapp, Instagram Direct, Apple Messages for Business e mais de dez canais;
  • EdgenAICriou um software de código aberto que permite o funcionamento local e eficiente de aplicações de IA generativa (GenAI), garantindo total privacidade e personalização dos dados;
  • Enline – Fornece monitorização e otimização do histórico em tempo real e prevista para todos os tipos de ativos relacionados com a eletricidade;
  • iLof É uma empresa de saúde digital numa plataforma de IA para acelerar o futuro da descoberta e desenvolvimento de medicamentos personalizados;
  • iTRecruiterÉ uma startup de aquisição de talentos. Combina tecnologias – IA, ChatGBT, Bots – com o poder das comunidades e do toque humano para um recrutamento Inteligente;
  • Goparity – A startup consegue democratizar o acesso a empréstimos de impacto e permite que indivíduos e empresas financiem projetos sustentáveis e de impacto a nível mundial;
  • Naoris Protocol – Startup que, através de Blockchain e swarm AI, transforma dispositivos vulneráveis em pontos de defesa confiáveis;
  • Oddsgate – Software de apostas orientado para a inteligência empresarial, que visa oferecer uma vasta gama de produtos e serviços, como o casino, o bingo, o póquer e as apostas desportivas.
  • SynexisUtiliza uma plataforma única para as startups simplificarem as relações com stakeholders, salvaguardarem a propriedade intelectual e manterem os investidores informados – tudo através de blockchain;
  • TakeCarbon- Plataforma WEB3 descentralizada para tokenização e comercialização de ativos ESG.
  • The Carbon GamesFocada em redefinir a mobilidade sustentável, combinando soluções de carpooling com tecnologia blockchain;
  • WiseWorldTornou as soft skills mensuráveis com uma plataforma baseada em jogos e alimentada por IA, concebida para avaliar e capacitar os colaboradores através de desafios reais, fornecendo aos gestores dados fiáveis para uma melhor tomada de decisões.

“Termos 13 startups portuguesas no Collision é novamente uma demonstração clara da vitalidade e do potencial de inovação do nosso diversificado ecossistema. O programa Business Abroad, desenvolvido pela Startup Portugal, continua a desempenhar um papel central na internacionalização das nossas startups, facilitando a sua entrada e expansão em mercados globais, sendo este um movimento indispensável e a planear desde o momento zero, atendendo à dimensão do mercado nacional”, salienta António Dias Martins, Diretor Executivo da Startup Portugal, que será um dos speakers portugueses no evento, a par com Margarida Figueiredo, da CM Lisboa, e de Paulo Rosado, CEO da Outsystems.

“A Unicorn Factory Lisboa, como impulsionadora do ecossistema empreendedor da cidade, tem um papel fundamental em levar o nome de Lisboa, a Unicorn Capital, para eventos como a Collision. Acreditamos que esta participação abrirá portas para novas parcerias e investimentos nas nossas startups”, afirma Margarida Figueiredo, Diretora Municipal de Economia e Inovação da CML.

As startups selecionadas procuram uma entrada ou maior investimento no mercado americano e representam a diversidade e o dinamismo do ecossistema empreendedor português, atuando em áreas como inteligência artificial, igaming, fintech, cibersegurança ou sustentabilidade.

As startups desta delegação já levantaram, no total, cerca de 18 milhões de euros e empregam atualmente mais de 200 colaboradores.

Desde que foi criado, o programa Business Abroad, que tem como objetivo promover a internacionalização das startups nacionais apoiando a presença e exposição das mesmas em mercados internacionais, já apoiou mais de 270 startups em eventos tecnológicos internacionais e nos mercados mais relevantes para este setor.

Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.