94% dos portugueses pretende usar dispositivos de beleza inteligentes

94% dos portugueses pretende usar dispositivos de beleza inteligentes

14 Visualizações
0

A utilização de tecnologias nas mais variadas áreas é uma realidade cada vez mais presente na vida dos portugueses e os cuidados pessoais não são exceção. Para compreender o interesse e aceitação da integração dessas tecnologias, o Produto do Ano, sistema de avaliação mundial que distingue produtos que se destacam pela inovação, realizou um estudo dedicado ao setor de beleza e bem-estar.

De acordo com a pesquisa, 94% dos inquiridos está disposto a utilizar dispositivos de beleza inteligentes para aprimorar a sua rotina de cuidados pessoais. A par disso, 92% demonstra interesse em usar aplicações personalizadas que ofereçam uma melhor orientação para os cuidados com a pele e novos look’s.

O estudo revela também que os consumidores não estão apenas interessados no aspeto exterior, visto que 97% dos entrevistados afirma valorizar produtos que promovam não só a beleza, mas também o bem-estar interior. Outro tópico mencionado na pesquisa é a intenção em utilizar aplicações ou plataformas online para suporte à saúde mental, meditação ou gestão do stress, com 92% dos inquiridos a demonstrar interesse nesta questão.

Quando questionados sobre a possibilidade de experimentar máscaras faciais que incorporassem ingredientes tecnológicos avançados, como ácido hialurónico encapsulado, retinol e antioxidantes, que podem fornecer benefícios específicos à pele, 90% dos consumidores afirma ter interesse na ideia. Adicionalmente, 45% afirma estar disposto a utilizar máscaras faciais que incorporassem tecnologia inteligente, como sensores de pele integrados, ou que oferecessem a opção de personalização para atender às necessidades específicas da pele.

Por último, o estudo revelou ainda que 51% dos entrevistados tem interesse em experimentar perfumes que ofereçam a opção de personalização, permitindo que as pessoas ajustem as notas e intensidades para criar uma fragrância única.

“Através deste estudo podemos observar que existe uma clara aceitação e entusiamo pela integração de tecnologia nos cuidados pessoais. Além disso, constatamos que os consumidores querem unir o bem-estar interior com a beleza exterior e, nesse sentido, é importante que o mercado acompanhe estas tendências e desenvolvam produtos que correspondam às necessidades estéticas, mas que também promovam o autocuidado.” afirma José Borralho, CEO do Product of the Year Portugal.

Este estudo contou com uma amostra de 630 participantes, dos quais 374 eram do sexo feminino, 255 do sexo masculino e 1 não binário. Relativamente à faixa etária, 28% dos inquiridos tinha entre 45 a 54 anos, 26% entre os 35 e 44, 18% entre os 26 e 34 e acima de 55 anos e, por fim, 10% tinha uma idade compreendida entre 18 e 25 anos. Quando à distribuição geográfica, a maioria dos entrevistados reside na Grande Lisboa (35%), seguindo-se o Centro (21%), o Norte (20%), o Grande Porto (14%), o Algarve e Alentejo (3%) e as Ilhas (4%).

Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.