A utilização da Internet reduz o risco de morte em adultos com 50 anos ou mais

A utilização da Internet reduz o risco de morte em adultos com 50 anos ou mais

28 Visualizações
0

Um novo estudo revela alguns benefícios inesperados da utilização da Internet para a saúde, especialmente para a população adulta mais idosa.

De acordo com os dados apresentados pela equipa do Atlas VPN, os utilizadores da Internet com 50 anos ou mais têm um risco de morte 33% inferior ao dos não utilizadores. O envolvimento com novas ligações sociais e a manutenção das existentes através da Internet reduz o isolamento social e os sintomas depressivos, diminuindo assim o risco de morte.

Além disso, os adultos mais velhos que utilizam a Internet têm um risco 19% menor de sofrer um AVC do que os que não utilizam. A utilização da Internet entre indivíduos com 50 anos ou mais também está associada a um risco 17% menor de diabetes.

A utilização de recursos da Web para manter a dieta, a atividade e os exames de saúde de rotina permite aos utilizadores monitorizar e proteger melhor a sua saúde.

O redator de cibersegurança do Atlas VPN, Vilius Kardelis, partilha as suas ideias sobre a utilização da Internet pelos adultos mais velhos:

“Aumentar o acesso dos idosos à Internet parece ser uma abordagem promissora para reduzir os riscos de doenças cardiovasculares e de mortalidade prematura, através do alívio dos sintomas depressivos. Mas as sociedades têm de garantir que os cidadãos mais velhos desfavorecidos partilham as vantagens da conetividade, tendo em conta os riscos como a dependência da Internet.”

Os resultados variam consoante a região

Embora a utilização da Internet proteja fortemente a população com mais de 50 anos, o grau de redução do risco difere nas quatro regiões analisadas.

Os adultos mais velhos que utilizam a Internet na China têm 30% menos probabilidades de contrair diabetes ou de sofrer um acidente vascular cerebral do que os não utilizadores. Para além disso, têm um risco de mortalidade 44% inferior.

Os mexicanos com 50 anos ou mais que utilizam a Internet têm um risco 8% menor de contrair diabetes, 1% menor de sofrer um acidente vascular cerebral e 9% menor de morrer.

Os utilizadores da Internet nos EUA têm um risco de morte 42% inferior ao dos não utilizadores. Para além disso, têm também uma probabilidade 13% menor de sofrer de diabetes e 16% menor de sofrer um AVC. Por outro lado, os europeus que utilizam a Internet têm um risco 40% menor de mortalidade, 25% menor de AVC e 14% menor de diabetes.

Podes ver o artigo completo aqui.

Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.