Análise – Xiaomi 13T

Análise – Xiaomi 13T

123 Visualizações
0

Ultimamente tem passado pelas mãos, alguns dispositivos da Xiaomi e desta vez, tenho andado a testar o Xiaomi 13T. Vê o que achei.

Especificações:

  • Ecrã: AMOLED de 6,67” a 120 Hz com resolução 2K (1220 x 2712 pixeis), brilho máximo de 2 600 nits
  • Processador: Dimensity 8200 Ultra (4 nm) da MediaTek (octa-core até 3,1 GHz)
  • RAM: desde 8 GB
  • Armazenamento: 256 GB
  • Câmaras: 50 MP (principal), 50 MP (telefoto), 12 MP (ultra grande angular) / 20 MP (frontal)
  • Certificação: IP68
  • Áudio: Altifalantes estéreo
  • Bateria: 5 000 mAh, carregamento a 67 W

A Xiaomi já provou que sabe como produzir dispositivos premium que competem com os dispositivos emblemáticos da Apple e da Samsung, e lançou recentemente o 13T, um dispositivo de nível médio-premium que é muito semelhante ao Xiaomi 13 e 13 Pro (havendo também um Xiaomi 13T Pro). Isto contribui para a confusão – porque é que é necessário um dispositivo topo de gama? Talvez para mostrar que tal smartphone pode ser produzido e para ter algo a oferecer àqueles que querem sempre um dispositivo com uma qualidade mais premium apesar das poucas diferenças existentes.

Unboxing

O Xiaomi 13T vem numa embalagem normal com todos os manuais de utilizador habituais, o carregador de 67 W e um cabo USB-A para USB-C compatível. A Xiaomi também incluiu uma capa de silicone transparente como brinde, algo normal também.

Design

O Xiaomi 13T e o 13T Pro partilham o mesmo design e, uma vez que partilham praticamente o mesmo hardware, as suas dimensões também são idênticas. Mas como mencionei em cima, o telemóvel de teste foi o 13T.

O painel traseiro do 13T é de plástico brilhante a imitar vidro, nas cores Meadow Green e Black., enquanto que na cor Alpine Blue inclui pele vegan Xiaomi BioComfort premium com uma textura suave e delicada que promete ser extremamente confortável. O seu ecrã é revestido pelo vidro Gorilla Glass 5 da Corning.

xiami 13t traseira

As molduras são moderadamente finas, incluindo a inferior, e o recorte para selfies é o que seria de esperar. Tal como a parte da frente, a moldura lateral também adota um design plano com extremidades ovais.

Falando da moldura lateral, a direita acomoda o botão power e o botão de volume, ambos convenientemente posicionados ao alcance do polegar. A parte inferior contém uma porta USB-C , uma coluna, o microfone principal e o tabuleiro para dois cartões nano-SIM, enquanto a parte superior contém o IR blaster e outra abertura para a coluna superior, além de outro microfone.

Ao contrário do painel traseiro, a peça da câmara é feita de vidro e adota uma forma quadrada e uma moldura inclinada para o lado. Cada anel da câmara sobressai apenas um pouco, mas toda a ilha da câmara sobressai o suficiente para tornar o telemóvel instável em superfícies planas. Por outro lado, a câmara ultrawide não tem um anel próprio e fica mesmo por baixo do flash LED. Pouco percetível.

xiaomi 13t modura camara

O Xiaomi 13T conta ainda com certificação IP68 que lhe confere resistência à prova de água (doce) até 1,5 metros de profundidade e ao pó.

No geral, a construção é boa, nada de muito especial, mas proporciona uma aderência confortável. Embora o corpo seja inteiramente feito de plástico, é um plástico bom. Em termos de design? Bem, isto é discutível, mas vemos a série 13T em linha com as tendências de design atuais e nada mais do que isso.

Ecrã

A Xiaomi está novamente a utilizar o mesmo ecrã para a sua série T, o que é uma excelente notícia, uma vez que beneficia do ecrã topo de gama a um preço mais baixo. E o chamado ecrã CrystalRes AMOLED, como a Xiaomi gosta de lhe chamar, é de facto digno de um topo de gama. Tem todas as características que um ecrã OLED topo de gama deve ter.
Mede 6,67″ na diagonal, tem uma resolução de 1220 x 2712px, suporta uma profundidade de cor de 12 bits, uma taxa de atualização de até 144Hz e as mais recentes normas HDR disponíveis, incluindo HDR10+ e Dolby Atmos. Estes funcionam com o conteúdo adequado nas principais plataformas de streaming, como Netflix, Prime Video, YouTube, etc.

A taxa de atualização de 144 Hz é uma melhoria em relação à geração anterior, bem como um avanço em relação à concorrência, que normalmente se “contenta” com painéis de 120 Hz. Além disso, o ecrã suporta escurecimento PWM de alta frequência a 2880 Hz para quem tem olhos sensíveis e uma taxa de amostragem de toque de 480 Hz para uma resposta mais rápida durante os jogos.
No que diz respeito ao brilho, o ecrã cumpre o que a Xiaomi prometeu na sua publicidade. No modo manual, o painel atingiu 500 nits, enquanto no modo automático, atingiu 1.264 nits. A Xiaomi também anuncia 2.600 nits de brilho máximo, e estou inclinado a acreditar, mas é óbvio que só está disponível quando se está a reproduzir conteúdo HDR.

A precisão da cor com o modo de cor predefinido não é espantosa, uma vez que os brancos e os cinzentos tendem a ser azulados, mas se optares pelas predefinições de cor avançadas (a sRGB, para ser exato), podes baixar a média do dE2000 para apenas 1,5, o que é um excelente resultado.

Som

O Xiaomi 13T tem uma configuração padrão de altifalantes estéreo híbridos, com um dos altifalantes a funcionar como auricular, enquanto o outro está virado para baixo. Como resultado, o último é consideravelmente mais alto, como é normalmente o caso com estas configurações, mas o altifalante superior tem duas aberturas – uma na frente e outra na parte superior da estrutura.
Em termos de qualidade, o 13T é bastante bom. Há definitivamente algum zumbido nos agudos e nas vozes com o volume máximo, mas os graves, por outro lado, são bastante proeminentes e as faixas soam completas no geral. A sintonização Dolby Atmos faz com que a música pareça um pouco mais “espaçosa”, mas não parece melhorar ou deteriorar a qualidade do som em geral.

Desempenho

O Xiaomi 13T é executado no MIUI 14 baseado no Android 13. Em termos de desempenho, o MIUI 14 funcionou sem problemas, sem quaisquer soluços ou grandes problemas de desempenho. Muito pelo contrário, na verdade. A MIUI é uma das skins Android mais suaves e rápidas que existem. Entretanto, durante os testes o telemóvel foi atualizado para o HyperOS. Os proprietários do Xiaomi 13T têm direito a quatro gerações de atualizações do sistema operativo Android, bem como cinco anos de patches de segurança.

O Xiaomi 13T está equipado com o novo processador Dimensity 8200 Ultra com base no processo de fabricação de 4 nm. No entanto, a parte Ultra permanece um mistério, pois as especificações do Dimensity 8200 Ultra comercializado pela Xiaomi são idênticas ao Dimensity 8200 anunciado inicialmente.

De qualquer forma, o SoC é suposto ser um sucessor direto do Dimensity 8100, mas a folha de especificações sugere que se trata de um chip totalmente novo. Em vez de uma configuração de 4+4 núcleos, o 8200 adota uma combinação mais moderna de 1+3+4. No entanto, o núcleo principal com uma velocidade de 3,1 GHz continua a ser Cortex-A78, enquanto o segundo grupo de 3x núcleos Cortex-A78 tem uma velocidade de 3,0 GHz. O grupo de eficiência energética de 4x núcleos Cortex-A55 está a funcionar a 2,0 GHz.

No entanto, a GPU mantém-se inalterada em relação à geração anterior, uma vez que continua a ser a Mali-G610 MC6.

O equipamento que testei possui 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno UFS 3.1, em oposição ao padrão UFS 4.0 utilizado no 13T Pro. Curiosamente, o dispositivo está disponível apenas com 256 GB de armazenamento, enquanto a RAM vai até 12 GB. Talvez a Xiaomi tenha visto a pequena diferença de preço entre o 13T e o 13T Pro e decidiu oferecer mais variantes de armazenamento para o 13T Pro, que vai até 1TB.

Câmara

A nova configuração da câmara no 13T coloca-o muito mais perto da linha de topo do Xiaomi 13 porque traz três novas câmaras a bordo com lentes Leica e otimizações de cor.

A câmara principal tem agora 50MP, e não 108MP, mas utiliza um sensor Sony IMX707 muito maior, medindo 1/1,28″ de tamanho com grandes pixéis individuais de 1,22µm. O sensor está associado a uma objetiva de 24 mm, f/1.9, oticamente estabilizada.

A segunda câmara de 50MP é também uma novidade. Anteriormente, a série T não tinha câmaras de zoom dedicadas, mas desta vez, a dupla pode contar com uma OmniVision OVD50D de 50MP 1/2,88″, 0,61µm pixels emparelhada com uma lente de 50mm, f/1,9. A câmara ultrawide também mudou finalmente e já não é a ultrapassada câmara de 8MP. É agora substituída por um sensor OmniVision OV13B de 13MP 1/30,6″, 1,12µm e abertura f/2,2. A focagem é fixa.

É importante notar aqui que as especificações oficiais dizem câmara ultrawide de 12MP, e acredito que a diferença vem da correção da distorção da lente. A Xiaomi está provavelmente a cortar as margens da imagem e a produzir fotografias de 12MP como resultado.
Infelizmente, a câmara selfie permanece inalterada – sensor Sony IMX596 1/2.8″ de 20MP e está acoplada a uma lente f/2.2 de 26mm. Não era muito boa nos modelos anteriores.

A aplicação da câmara no 13T é mais ou menos a mesma que nos outros Xiaomis, mas com uma diferença – a cor de destaque aqui é o vermelho, presumivelmente em honra da colaboração com a Leica.
Outro toque relacionado com a Leica é o “modo” de processamento, que é escolhido na primeira vez que se inicia a câmara. As duas opções são Leica Vibrant (predefinição) e Leica Authentic (cores mais precisas) e, depois de passar o ecrã de boas-vindas, podes alternar entre elas à vontade. Tem de estar num ou noutro – não existe um modo automático “genérico” não Leica.

Para além disso, existe uma opção “AI” porque, como é óbvio, tem de existir. Normalmente, aumenta o contraste e a saturação consoante a cena.

O modo de vídeo Teleprompter, anteriormente adicionado, veio para ficar. Podes colar aqui o teu guião de vídeo e lê-lo facilmente enquanto captas o teu vídeo. E agora também podes ativar ou desativar a estabilização eletrónica, mas apenas para os modos Pro Video e Timelapse (isto alarga o campo de visão).

Para além disso, a aplicação funciona como em qualquer outro Xiaomi recente. A operação básica para mudar os modos funciona com deslizes laterais, como esperado, e também podes tocar nos modos que para mudar diretamente para esses. Podes adicionar, remover e reorganizar os modos no rolodex principal, indo ao separador Mais e navegando até ao botão de edição, e também podes aceder a isso a partir do menu de definições.

Na extremidade do visor, existe um interrutor de modo de flash, um interrutor HDR e o botão de alternância AI. Existe também um menu que contém opções adicionais como o rácio de aspeto, o temporizador automático e as linhas de grelha. Não encontrarás uma opção para definir a resolução de saída para qualquer uma das câmaras (não que isso me interesse particularmente), para além do modo de 50MP que supostamente produz em resolução total.

Na extremidade mais próxima, temos o botão de zoom da câmara que funciona de duas formas. A primeira consiste em tocar simplesmente num dos quatro pontos que representam as opções ultra grande angular (0,6x), primária (1x) e telefoto (2x). Ou podes tocar na ampliação ativa e revelar ainda mais modos de zoom – 5x, 10x e 20x.

Existe um modo Pro muito útil, onde podes ajustar os parâmetros de disparo. Podes escolher uma das 4 predefinições de equilíbrio de brancos ou ajustar a temperatura da luz com uma barra deslizante; existe uma barra deslizante de focagem manual (com opção de pico) e controlo da velocidade do obturador e do ISO com intervalos, dependendo da câmara que estiveres a utilizar – sim, podes aceder a cada uma das três câmaras no modo Pro.

O Modo noturno está disponível nas quatro câmaras e existe até um vídeo noturno para a câmara principal.
Por último, o modo Retrato utiliza a câmara telefoto por predefinição, mas podes mudar para a câmara principal, se quiseres. Existem diferentes efeitos para quem pretende retratos mais artísticos.

Bateria

O Xiaomi 13T funciona com uma bateria de 5.000 mAh, que se alinha com o padrão da indústria e também não mudou nas últimas gerações. No entanto, o novo Dimensity 8200 SoC baseado em 4nm deve, em teoria, oferecer melhor eficiência. Por outro lado, o ecrã mudou este ano, o que também pode ter um impacto.

No teste de utilização ativa, o Xiaomi 13T apresentou números médios para a utilização da Web e de vídeo, e um tempo acima da média para jogos.

A capacidade de carregamento do Xiaomi 13T é de 67W, abaixo dos 120W do modelo 12T. Talvez a Xiaomi quisesse separar artificialmente os dois 13Ts ainda mais, e é por isso que o 13T Pro manteve o carregamento de 120W.

Em qualquer caso, o 13T não é desleixado. Ele foi capaz de reabastecer 70% de sua carga nos primeiros 30 minutos, enquanto o ciclo de carregamento completo foi concluído em 51 minutos. Claro, isso ainda é quase duas vezes mais lento que o 13T Pro, mas ainda é bastante competitivo.

Conclusão

O Xiaomi 13T é um excelente dispositivo de gama média-alta, e a única coisa que me impede de o considerar um flagship acessível é o SoC pouco inspirador. Esperava mais do novo chip Dimensity 8200. Ele não atendeu às minhas expectativas em termos de potência e eficiência, e existem alternativas consideravelmente mais poderosas em torno dessa faixa de preço.

No entanto, é difícil ignorar o pacote como um todo. O 13T acaba por ser proficiente, tem um ecrã de topo, carregamento rápido, 4 anos de suporte completo de software, proteção IP68 e uma bateria com uma duração fiável, embora não impressionante. Cobre quase todas as bases e oferece uma boa relação qualidade/preço, pelo que merece a minha aprovação.

Atualmente o Xiaomi 13T custa €549.99 euros.

A InforGames agradece a cedencia do Xiaomi 13T para teste.

9.5

Nota final

Pros
  • Excelente desempenho da câmara
  • Ecrã 2K de alta resolução
  • Carregamento rápido de 67 W
  • Design e qualidade de construção
  • Qualidade de som
  • 5000mAh (autonomia para todo o dia)
Cons
  • A câmara para selfies é uma desilusão
  • Existem alternativas mais potentes.
  • Sem ranhura para cartão Micro SD
Sobre o autor

Fernando Costa

O Fernando é o diretor do InforGames. O seu primeiro computador foi o ZX Spectrum, e foi aqui que começou a interessar-se pelo mundo dos videojogos. Apesar de já ter jogado em várias plataformas, o PC continua a ser a sua plataforma de eleição. No que diz respeito a jogos, gosta de estratégia, corridas e luta.

O teu email não será publicado. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.